‘’CONVIVO COM UM TURBILHÃO DE EMOÇÕES TODOS OS DIAS! AQUI RABISCO MEUS SENTIMENTOS, DO MEU JEITO, DESENHANDO AS PALAVRAS, NO QUAL VIVENCIO, IMAGINO, SONHO, SINTO E NÃO IGNORO’’ (CRISTINA)

sábado, 31 de outubro de 2009

* SOLIDÃO





























Eu aqui comigo mesma,

Olhando um espaço em que

há entre mim e você,

Mas esse espaço gigantesco

Entre o infinito e a magnitude


Solidão invade a alma

E assim se permanece

Sentada sentido o eco da

Voz que vem de si mesma...

No silêncio que conseguimos

Encontrar a paz tão almejada.


Nos turbilhões de sentimentos

Contidos e sufocados, nos olhos

O apelo gritante de um brilho

Mesclado de querer que essa

Solidão se vá...


Mas como querer que ela se vá?

Se eu mesma a criei, para que

Que assim possa me encontrar

E me refazer, reconstruir a tão

Sonhada e querida paz..


Em um suspiro profundo percebo

O quanto é bom ficar só,

Transformamos a alma a sua moradia

Em uma lágrima que corre riscando

O rosto deixando a marca do

Sofrimento ou quem sabe de uma

Alegria incontida que na minha

Solidão assim há de ficar!!!


(Cristina)


I SEE YOU












Um comentário:

  1. Ficou lindo esse texto Cris.
    Meus parabéns
    Beijão
    Jorge

    ResponderExcluir